Cápsula endoscópica

Sobre a cápsula Endoscópica

O exame de Cápsula Endoscópica de Intestino Delgado é um procedimento que permite a visualização do revestimento interno da porção média do seu aparelho digestivo (o intestino delgado – que mede entre 4 e 6 metros em um adulto), que inclui as 3 porções do intestino delgado (duodeno, jejuno e íleo). Outras nomenclaturas às vezes são utilizadas como: Endoscopia do Intestino Delgado, Enteroscopia com Cápsula, Endoscopia sem Fio.

O exame que não requer sedação nem internação e praticamente não oferece riscos. O procedimento é simples e indolor: o paciente engole naturalmente uma cápsula com cerca de 2,5 cm, dentro da qual existe uma câmera capaz tirar três fotos por segundo. As imagens são transmitidas para um sistema de gravação preso a cintura do paciente. Por meio de um software específico, as informações armazenadas são transformadas em um filme de aproximadamente uma hora, a partir do qual o médico pode avaliar qualquer lesão do intestino delgado, possibilitando um diagnóstico preciso.

O procedimento tem duração aproximada de 8 horas, possibilitando o registro de cerca de 100 mil fotos. Durante esse tempo, o paciente é liberado do hospital e pode realizar naturalmente suas atividades diárias, enquanto a cápsula percorre todo o intestino delgado, fazendo o mesmo trajeto que segue a comida. Depois de oito horas o paciente retorna ao hospital para a retirada do cinturão onde ficaram armazenadas as fotos.

A cápsula é eliminada naturalmente pelo organismo. A indicação mais freqüente da Cápsula Endoscópica de Intestino Delgado é para pesquisa da causa de sangramento proveniente do intestino delgado. Também pode ser útil para detecção de pólipos, doença inflamatória intestinal (doença de Crohn), úlceras e tumores do intestino delgado. A contra-indicação é a suspeita de obstrução intestinal, o que impossibilitaria a eliminação da cápsula.

1. Informações gerais

– Para a realização do exame são colocados eletrodos com adesivos no abdome, por esta razão em algumas situações é necessária a raspagem dos pêlos no local.
– Após a colocação dos eletrodos, o paciente ingere uma cápsula medindo cerca de 2,5 cm de comprimento, dotada de uma câmera com sistema de transmissão de imagem sem fio. As imagens são capturadas por um gravador que fica preso à cintura durante o procedimento.
– A ingestão da cápsula é feita com água e não necessita de qualquer outra medicação para tanto. O exame é indolor e sem desconforto.
– Em caso de dificuldade de deglutição ou alteração anatômica (indivíduos gastrectomizados, indivíduos que fizeram cirurgia bariátrica) ou doenças (megaesôfago) que impossibilite a deglutição da cápsula, a cápsula poderá ser introduzida por endoscopia digestiva alta.
– Após a ingestão da cápsula, o paciente retorna para suas atividades, e retorna após 08 horas para o término do procedimento.
– Portadores de marca-passo precisam de orientação especial.

1.2. Critérios de realização

O exame é realizado somente em pessoas com mais de 9 anos de idade.
– Devem ser apresentados resultados anteriores de ÉXAMES JÁ REALZIADOS.

1.3. Preparo

As instruções de preparo serão fornecidas na marcação do procedimento.

1.4. Tempo de duração

– Do preparo até ingestão da cápsula: de 30 a 60 minutos.
– Duração total do exame: oito horas.

1.5. Após o exame

– A cápsula progride naturalmente pelo trato digestivo até ser eliminada nas fezes dentro de 2 a 3 dias, mas isso pode demorar até duas semanas. Quando eliminar a cápsula, entrar em contato e informar a clinica o fato. Caso a eliminação não ocorra dentro de duas semanas, entrar em contato para avaliar a necessidade de realização de raios X de abdome.
– Não fazer nenhum exame de ressonância magnética até que a cápsula seja eliminada nas fezes.

– Não são comunas sintomas após o exame de cápsula endoscópica. Se houver sintoma persistente até a cápsula ser eliminada, deve-se entrar em contato.
– A dieta normal pode ser retomada depois do término do procedimento, assim como o uso de medicamentos e as atividades diárias do cliente, até mesmo exercícios físicos.

2.Dúvidas Frequentes

 

O que é e como é realizada a colonoscopia por cápsula?

É um exame de diagnóstico, seguro e não invasivo, que permite visualizar todos os segmentos do intestino grosso. A cápsula possui uma fonte de luz e duas câmaras, uma em cada extremidade, que captam imagens (35 fotos por segundo) que são registradas a um receptor preso na cintura do paciente. A cápsula após ser engolida é propulsionada pelos movimentos digestivos normais. Durante as 10 horas do exame o paciente pode realizar a sua vida normal, não sendo necessário que permaneça no hospital. A cápsula será eliminada naturalmente com as fezes.

Em que situações é realizada?

tA decisão sobre a necessidade de realizar qualquer exame é sempre tomada pelo médico, em função das características individuais de cada paciente e das suas queixas ou doença. Em regra, e exceto no que se refere aos procedimentos terapêuticos, as indicações de uma colonoscopia por cápsula serão as mesmas de uma colonoscopia tradicional. A colonoscopia por cápsula poderá ser particularmente útil em pacientes em que a colonoscopia tradicional esteja contra-indicada.

Que limitações tem?

Como qualquer outro exame, a colonoscopia por cápsula pode falhar em detectar lesões. Este exame tem também a limitação de não permitir obter amostras ou realizar simultaneamente qualquer procedimento terapêutico, pelo que, caso estes sejam necessários, terá que se seguir uma colonoscopia tradicional, se as condições do paciente permitirem. A colonoscopia por cápsula tem ainda algumas contra-indicações, entre as quais se incluem a existência ou suspeita de estenoses, obstruções intestinais ou fístulas, a existência de implantes eletrônicos (p.ex. marca-passo), alterações na deglutição e na gestação.

  • É necessário alguma preparação?

    Tratando-se de um procedimento em que se pretende obter imagens detalhadas do interior do cólon e do reto, é imprescindível a realização de uma limpeza intestinal cuidadosa, que elimine quaisquer resíduos fecais. Serão facultadas quando da marcação do exame todas as informações necessárias sobre esta preparação. Estas instruções devem ser seguidas rigorosamente, sob pena de não ser possível realizar o exame ou deste não ter qualquer utilidade.

  • Existem efeitos secundários, riscos ou complicações associados à colonoscopia por cápsula?

    A colonoscopia por cápsula é um exame seguro. O maior risco associado à colonoscopia por cápsula é a retenção da cápsula no tubo digestivo, o que pode resultar na necessidade de realizar exames radiológicos para localizá-la e/ou identificar a causa desta ocorrência, ou eventualmente numa intervenção cirúrgica para retirá-la.